Notícias

Em solenidade na Cejuc, Kiai apresenta uniformes de competição para a temporada 2019

Categoria: Notícias

A noite de sexta-feira, dia 29 deste mês, foi de novidade na Kiai – Associação Canoense de Judô, que apresentou seus novos uniformes de competição. Os quimonos dos judocas agora trazem os patches dos quatro patrocinadores via Lei de Incentivo Fiscal: Banrisul Consórcio, Grupo Hoff, Icatu Seguros e Modular Cargas.

Na solenidade, um dos fundadores da Kiai, Alvarez Góes, destacou a importância do investimento no esporte e o papel da Lei do Incentivo na formação de atletas: “Vocês não sabem de quanta gente é preciso para que os atletas possam competir e para que tenham condições de chegar às conquistas de que nos orgulhamos. Os judocas da Kiai representam Canoas, o Rio Grande do Sul e o Brasil, pois temos atletas na Seleção Brasileira de Judô. Eles carregam nos quimonos o suor de muita gente”.

Por meio da Lei de Incentivo ao Esporte os doadores pode descontar do valor pago ao Imposto de Renda até 6% (no caso de pessoa física). Já a pessoa jurídica, tributada com base no lucro real, tem desconto de até 1% no valor devido ao Fisco.Esse dinheiro, segundo quem tira proveito dele, é muito bem aplicado. Para o judoca Henrique Bothomé, “é mais difícil, quase impossível lutar sem estes recursos, que são investidos em preparação física, treinamentos, hospedagem, alimentação, psicólogo, massoterapeuta e em outras necessidades” que a competição em nível internacional exige.

Recentemente, Henrique disputou o Master Internacional de Judô em Bremen (Alemanha). Mesmo eliminado na segunda luta, para um judoca local, a experiência foi inesquecível: “Foi meu primeiro torneio fora do Brasil, e foi muito importante para ter contato com um outro estilo de judô. Com incentivo financeiro, mais atletas poderão ir a mais torneios e dar mais retorno ao judô brasileiro”, concluiu.

E não é só quem disputa que fica contente com o retorno. Os investidores também estão satisfeitos, como declara a vendedora responsável pela unidade do Grupo Hoff em Canoas, Márcia de Oliveira. “Tenho filhas que lutam, e levei a ideia do patrocínio à direção da empresa, que deu todo o apoio. Não é fácil aprovar, mas como o projeto da Kiai é sério, a associação se credenciou a receber o incentivo. Acho que a grande importância desse trabalho é envolver crianças e jovens. Acreditamos que o esporte melhora a vida das pessoas, e por isso somos parceiros”, definiu.

Fotos: Andrei Fialho/Ponto Multimídia

Voltar