Notícias

PROJETO FABRÍCIO | Uma mensagem para os pais e responsáveis em época de pandemia

Categoria: Notícias, Projeto Fabrício Souza, Projeto Fabrício Souza

Segue a nota:

Acredito que assim como vocês, estamos ainda um tanto sem chão, buscando a melhor forma de adaptação à nova realidade imposta pela pandemia do Covid-19. Creio que concordamos no ponto de que o melhor a fazer neste momento, pra combater de forma mais eficaz a doença, é obedecer às normas ditadas pelo Ministério da Saúde e pelas secretarias de Saúde, tanto em nível estadual quanto municipal. O que significa, de maneira bem simples: ficar em casa.

Por isso, tomamos a decisão não de suspender, mas de postergar nossas aulas. O que nos leva a outra questão.

Sem aulas, é preciso pagar a mensalidade?

Pensamos que sim, e explicaremos o porquê. Da mesma maneira que muitas famílias continuarão a pagar as mensalidades da escola regular de seus filhos, pedimos que mantenham este compromisso com o Projeto. Afinal, também temos nossos encargos e contamos com o dinheiro das mensalidades para honrar estes compromissos.

Sabemos que não se aprende a jogar futebol sem sair de casa, sem contato com o professor e com os colegas, sem chutar a bola. Não existe futebol online, a não ser o que esperamos que estejam aprendendo a jogar com seus filhos no videogame (depois nos contem das surras que levaram). O Projeto Fabrício Souza tem funcionários, investe em qualificação, tem aluguel a pagar. E, mais importante: tem o compromisso de ensinar o esporte mais popular do mundo aos filhos de vocês. Esporte é alegria, aprendizado, convívio, oportunidade, saúde, socialização. É tudo de bom.

Para que possamos manter o Projeto em funcionamento, é preciso manter em dia os pagamentos. Vamos elaborar um novo cronograma de aulas e treinamentos para que o progresso que os alunos fizeram até aqui seja mantido, e para que o investimento das famílias também seja honrado.

Estamos longe uns dos outros em um necessário afastamento, mas quando nossos esforços em varrer do mapa esta doença surtirem efeito e nos erguermos de novo como sociedade, tão logo seja possível, estaremos novamente correndo atrás da pelota e celebrando passes, gols e vitórias. Enquanto isso não ocorre, porém, devemos ser solidários e manter nossos padrões éticos com a verdade e com nossos compromissos.

Foto: Divulgação

Voltar