Notícias

UNIÃO HARMONIA | Técnico Diego Borges gosta do que vê em amistoso diante do São José

Categoria: Notícias, União Harmonia, União Harmonia FC

“Sei que o meu trabalho foi bem feito quando vejo uma cena como aquela: o treinador adversário dando bronca no time dele com o jogo acabado”, disse Diego Borges, técnico da equipe sub-19 do União Harmonia, após mais um amistoso entre a equipe canoense e o time do São José, no Estádio Passo d’Areia, na quinta-feira. Apesar da derrota por 2 a 1, o comandante alviverde exaltou a atitude do time.

O jogo foi o quinto amistoso do Harmonia, em plena pré-temporada ainda em 2019 (os compromissos do time sub-19 têm começo marcado para março do próximo ano). Para o presidente do clube, Cléu Fontoura, é importante manter a garotada em atividade: “Quanto mais entrosados eles estiverem, melhor será a assimilação de tudo o que tiverem que fazer dentro do campo, em diferentes situações”.

No amistoso, o União largou atrás no marcador. Ainda no primeiro tempo, na única oportunidade real criada pelo ataque do São José, o time da zona norte de Porto Alegre aproveitou e venceu o goleiro Caio. Um cochilo da marcação logo no início da segunda etapa abriu a brecha para os jovens do Zequinha (que em janeiro viajarão para disputar a Copa São Paulo de Futebol Junior) ampliarem para 2 a 0.

Sem baixar a cabeça, a gurizada do União foi à luta e passou a apertar a equipe da casa, até conseguir descontar para 2 a 1 – gol do artilheiro Mateus Oliver depois do cruzamento de Índio.

Duramente testado pelo ataque do São José, o goleiro Gabriel, que substituiu Caio, deu conta do recado com pelo menos três intervenções de alto nível de dificuldade, teve grande destaque e mostrou que o União Harmonia está bem servido embaixo do arco com quem quer seja.
“Amistoso ou não, é claro que preferimos ganhar, mas não é por isso que vou deixar de parabenizar os guris. Eles têm demonstrado evolução a cada jogo. Se perdemos, é porque temos enfrentado times que já treinam juntos há muito mais tempo e têm outra estrutura. Ainda assim, temos demonstrado que, ali no gramado, não deixamos nada a dever para ninguém. Ou eles não estariam lá tomando dura do técnico”, repetiu Diego Borges.

Voltar